Densitometria
Óssea

A Densitometria óssea (DO) é um método rápido e preciso (aproximadamente 15 min.), totalmente não invasivo, com baixa emissão de raios-X.

O método é uma das mais avançadas tecnologias para avaliação e monitoramento de alterações na densidade mineral óssea (massa óssea) na pesquisa de osteopenia e osteoporose

A densitometria por DXA do corpo inteiro é o único método que avalia diretamente todos os compartimentos corporais (massa óssea, massa muscular, água e gordura corporal).

Por permitir a máxima precisão nos resultados e, principalmente nos exames comparativos, é o método por excelência para diagnosticar precocemente doenças que interferem no metabolismo.

Para realização do exame:
  • Não é necessário jejum
  • Interromper uso de medicação que contenha cálcio nas 24 horas que antecedem o exame
  • Chegar 20 minutos antes
  • Exames que utilizam meio de contraste por via oral ou endovenosa não devem ser realizados nos sete dias que antecedem o exame
Não podem realizar o exame:
  • Gestante
  • Pacientes com peso acima de 130 kg
Como se faz o exame?

Antes de começar, o paciente deverá trocar-se e colocar uma vestimenta própria utilizada no procedimento.

Em seguida, é preciso ficar deitado no aparelho sobre uma mesa acolchoada. O paciente deve colocar as pernas num suporte para alinhar a pelve e a coluna vertebral. O aparelho passa pelos órgãos a serem avaliados. Essa ação é para digitalizar os ossos e gordura para quantificar a radiação absorvida por eles

A recomendação é que o teste de densitometria óssea seja realizado, no mínimo, em dois ossos diferentes, preferencialmente, na coluna vertebral e no quadril.

Tipos de exames:
  • Densitometria Óssea Infantil
  • Densitometria Óssea de Fêmur e Coluna Lombar
  • Densitometria Óssea de Fêmur
  • Densitometria Óssea de Corpo Total para Avaliação da Composição Corporal
  • Densitometria Óssea de Coluna Lombar
  • Densitometria Óssea de Antebraço